Outro dia me perguntaram como eu me vejo daqui 10 anos. Daqui 10 anos, Lorenzo terá 10 anos. Uma década. A verdade é que não consigo pensar tão a longo prazo assim Já cantava Mercedes Sosa "Lo que cambió ayer, Tendrá que cambiar mañana, Así como cambio yo" 
Tudo muda e com certeza muitas das coisas que quero ou me angustiam hoje, não terão importância em 10 anos. A Lígia dos 24 é incomparavelmente diferente da dos 34 e não quero nem pensar na Lígia Matusalém dos 44. 

Quando eu visualizo minha família no futuro, vejo uma cena daquelas de filme na Toscana com muita gente sentada a mesa. Será essa minha família? Não sei. Daqui 10 anos terei 44 anos. Tenho que me apressar na produção se quiser encher tantas cadeiras. Só que toda vez que tenho que fazer Lolo dormir (está sendo super difícil) juro que nunca mais terei nenhum filho. Então fica a dúvida. Imagino a gente morando em outros lugares que não Argentina. Sim, no plural. Uns outros dois países nos próximos 10 anos. 

Daqui 10 anos eu me imagino uma comunicadora digital de grande alcance. Não sei bem o que isso significa, eu só imagino. Tenho experimentando e constatado que eu sei comunicar. Então vejamos onde isso vai parar. Poderia ter escrito "de sucesso" ou "reconhecida", mas buscar o sucesso me escravizou e me trouxe ansiedade durante anos. Ser reconhecida exige que outras pessoas te reconheçam e isso é uma armadilha. Se a gente não se reconhecer,  não entender nosso valor,  não nomear esse valor, não importa o quão longe a gente chegue, nunca vai estar satisfeita. Sucesso é algo tão subjetivo quanto uma pintura abstrata. Daqui 10 anos espero alcançar muita gente e seguir sendo verdadeira comigo mesma e com quem me acompanha. Ou seja mores, floreei, floreei e o que imagino é eu sendo uma blogayra famosa. Há algum tempo vi um video da Juliana Goes, e em certo trecho ela falava que não sabia o que queria ser quando crescesse, só sabia que queria ser famosa. Achei tão verdadeiro aquilo, acredito que muita gente tenha esse desejo guardado mas tão pouca gente admite e ainda menos pessoas sabem como transformar esse desejo em algo que deixe de ser sobre o ego pra ser algo que agregue à vida dos demais.   

Será que vai demorar muito tempo pra passar? Lembro dos meus primeiros 10 anos de vida. Eles pareciam eternos, naquela época eu tinha pressa de que o tempo passara. O tempo passava tão devagar. Hoje alguém pode parar o tempo porfavorzinho?

 Me conta, como você se vê daqui 10 anos?